Primeira Fase

  • 18/05/1925 - Coronel Bento Pires de Campos doava uma área de 8.856 m2 à Congregação de Pequenas Irmãs da Divina Providência, em Itaquera, com a finalidade de construir nesse local, prédios para órfãos e idosos inválidos.

  • 13/05/1928 - Inauguração dos dois prédios. Os idosos não se adaptaram e se retiraram meses depois. Permaneceram somente as crianças.

  • 26/07/1934 - Ano que foram reconhecidas as Escola primárias para o internato e externato com a denominação: Abrigo da Divina Providência "D. Gertrudes de Campos ", em memória da esposa do Coronel.

Primeiros Benfeitores: O doador do terreno Coronel Bento Pires de Campos e Sr. Sábado D'Angelo que amparou o abrigo nos momentos difíceis.

Segunda Fase

Em 5 de março de 1948, o abrigo torna-se propriedade da Congregação das Pequenas Irmãs da Divina Providência. A Instituição conservou a mesma finalidade, passando à denominação Casa da Divina Providência "D. Gertrudes de Campos". Tendo como primeira Supervisora Reverenda Irmã Maria Regina Felício.
A Instituição tinha como finalidade o amparo a meninas órfãs, pobres ou abandonadas. Em 1953, no superiorato da Reverenda Irmã Josefina de Abreu, a instituição para acolher (Prédios destinados á Idosos) anomais e adolescentes do sexo feminino. Data desse ano, em setembro, a ampliação do prédio e inauguração da Capela, apartamento para o Capelão, um salão para trabalhos manuais e festas, 2 salas de aula.
Atualmente conta com 120 crianças - 33 internas, 87 semi-internas.
Funciona também a Escola Catequética com 65 pré-adolescentes e adolecentes e 3 alunas excepcionais.

Volta